Vítima de acidente entre Uno e Hilux na BR-060 morre na Santa Casa

Família confirmou a morteimg-20160404-wa0070

Armindo Comparim, uma das vítimas do acidente entre um Fiat Uno e uma Toyota Hilux na BR-060, no trecho que liga Campo Grande e Sidrilândia, morreu horas depois de dar entrada na Santa Casa de Campo Grande. Ele estava no banco de trás da caminhonete e foi encaminhado para o hospital com ferimentos na cabeça.
No final da tarde desta segunda-feira (4) a família de Armindo confirmou a morte. Ele chegou a receber atendimento médico, mas segundo a assessoria da Santa Casa, perdeu sangue e não resistiu aos ferimentos.
Armindo era uma das cinco vítimas que estavam na hilux, placa OOG-0200. No banco de trás estava o idoso, a esposa e uma segunda mulher, identificada como tia do motorista da caminhonete, que estava na parte da frente com a esposa, filha da vítima. Segundo testemunhas, a família saiu de Maracaju para levar os idosos ao médico em Campo Grande.
No quilômetro 399 da rodovia, eles foram surpreendidos pelo Fiat Uno, da vigilância sanitária de Nioaque, que invadiu a pista ao fazer uma ultrapassagem proibida e colidiu frontalmente com a caminhonete. Com o impacto a hilux saiu da pista, caiu em um barranco e capotou.

Cinco pessoas ocupavam o Fiat Uno, dois homens e duas mulheres sofreram ferimentos leves e também foram encaminhadas para a Santa Casa. Não há informações sobre o estado de saúde das outras vítimas.

 

fonte: Midiamax.com.br