Treinamento simulando situações de guerra vira atração a moradores de cidade da região

‘INVASÃO’ DO EXÉRCITO

Treinamento simulando situações de guerra vira atração a moradores de cidade da região

24 maio 2021 – 14h26Por Thalyta Andrade

Um treinamento militar promovido pela 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada – Brigada Guaicurus, do Exército Brasileiro, realizado na manhã desta segunda-feira (24) no município de Fátima do Sul, virou ‘atração’ na cidade de pouco mais de 19 mil habitantes.

Já nas primeiras horas da manhã, a grande movimentação do efetivo de mais de 900 militares, que chegaram em caminhões, motos e até helicóptero, agitou as ruas da cidade. Moradores curiosos ficaram espalhados pelas calçadas das residências observando tudo e especulando sobre a mobilização.

“Deu uma assustada, porque a gente acordou com um barulho que não somos acostumados a ouvir. Então saímos para ver o que tava acontecendo e tinha esse movimento todo. É até bonito de se ver, dá curiosidade. Muita gente, helicóptero, tudo que não é nada habitual em Fátima [risos]. Acaba virando um evento”, disse a dona de casa Márcia Regina Tosta. 

“Muito bacana a aeronave decolando aqui pertinho. Não tinha visto nada parecido aqui em Fátima. Vi o movimento e ficamos todos curiosos mesmo”, disse o trabalhador de usina Adenilson Calha, que observava tudo atento por cima do muro de casa, próximo do campo de futebol que os militares usaram para decolagem de um helicóptero de socorro médico.

“Eu levei um susto, mas achei legal! Já aconteceu treinamento aqui, mas não nessa quantidade de gente”, disse a dona de casa Maria Paz de Araújo, enquanto registrava tudo com o celular.

Apesar de toda a curiosidade e especulações, a ação faz parte da etapa prática de uma capacitação da qual os militares participam para certificação do exercício da força de emprego estratégico do sistema de prontidão do Exército Brasileiro.

“Essa fase vem depois de uma simulação virtual e construtiva, ou seja, nós treinamos o planejamento e agora estamos fazendo a aplicação da nossa doutrina no terreno e na prática. O foco é no transporte e evacuação de não combatentes [civis] afetados por uma situação de guerra e que precisam ser trazidos para uma área de reunião, para depois serem levados a um centro de controle, no nosso caso em Dourados, para que seja feito o apoio médico e psicológico a toda essa população civil que teria sido afetada”, explicou o comandante da 4ª Brigada, general Adilson Akira Torigoe.

A reportagem do Dourados News acompanhou o treinamento e toda a movimentação que aconteceu principalmente em torno do Rio Dourados.

A localização e as condições de território de Mato Grosso do Sul, principalmente no que diz respeito a transporte fluvial (em rios) é um diferencial que estabelece a necessidade dessas ações de treinamento.

“Estamos em uma região que também tem algumas características de Pantanal, mesmo não estando no Pantanal de fato. Isso traz dificuldades para esse tráfego de veículos e pessoas e dentro de um cenário de conflito ou de guerra é importante ter esse tipo de capacitação com a engenharia para o recurso de transposição de curso d’água”, explicou o capitão Kecio dos Santos Vasconcelos, comandante da 4ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada, sediada em Jardim.

Ele coordenou a atividade de transposição de veículos e civis feridos no Rio Dourados, que teve 40 homens somente da engenharia envolvidos. A ação simulava o transporte de uma margem a outra do rio, que é um dos principais na região Sul do Estado.

Ao longo desta semana, os militares seguem com os treinamentos em outras cidades da região. Sediada em Dourados, a 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada tem efetivo de 4.700 homens em 11 organizações militares, presentes nas cidades de Bela Vista, Ponta Porã, Amambai, Jardim, Três Lagoas, Nioaque e também na capital, Campo Grande.

“A nossa missão é executar a defesa da fronteira Oeste e também trabalhar a parte das operações nessa faixa de fronteira [do Estado], que são as consideradas ações de operações contra os ilícitos transnacionais. Então nós cooperamos com os órgãos de segurança pública e de fiscalização”, finalizou o comandante, general Adilson Akira Torigoe. Confira a entrevista completa e também outros destaques desse treinamento militar na nossa página no Facebook, clicando aqui.

FONTE: https://www.douradosnews.com.br/noticias/cidades/treinamento-com-centenas-de-militares-assusta-moradores-em/1155864/