Polícia prende quatro por pescarem em local proibido de MS

Corredeiras e cachoeiras são locais interditados para pesca em 200 m. Outros dois foram autuados por uso de 140 anzóis de galho, que é proibido.

A Polícia Militar Ambiental (PMA) prendeu quatro pescadores por pesca predatória no rio Miranda, em Nioaque, município distante 165 quilômetros de Campo Grande, no sábado (23).

Um eletricista de 30 apesca_tiradentesnos e um motorista de 47 anos, residentes em Fátima do Sul, um empresário, de 47 anos, de Cascavel (PR) e um vendedor, de Mirassol (SP) pescavam em um local denominado Corredeira do Jaú.

Segundo a PMA, as corredeiras e cachoeiras são locais interditados para a pesca, em 200 metros a montante e a jusante. Ainda foram apreendidas quatro carretilhas com varas. Cada infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 700.

A PMA ainda autuou outros dois pescadores de Arapongas (PR) que pescavam com petrechos proibidos no rio Aquidauana, em Terenos, cidade a 23 quilômetros da capital de Mato Grosso do Sul. Eles foram flagrados com 140 anzóis de galho, apetrecho proibido.

Com os infratores, foram apreendidos um barco, um motor de popa e 30 anzóis de galho. Os policiais ainda retiraram 110 anzóis de galho que estavam armados no rio. Cada pescador também foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.400.

Fonte da notícia: G1