Palhaço Sorryzo da Amazônia passa por Nioaque

Reconhecido nacionalmente, o palhaço Sorryzo da Amazônia passou por Nioaque no dia 07 de Setembro, e na oportunidade fez apresentações gratuitas para crianças que estavam brincando na Praça do Estádio Mauro Resstel.

Hoje morando em Campo Grande, o circense já morou em diversos estado do Brasil, em que leva  alegria por onde passa.

Além de proporcionar alegria, o Palhaço Sorryzo realiza oficinas de artes, confecções de materiais circense.

No estado do MS já está realizando varias atividades.

Alunos da Rede Municipal de Ensino (Reme), que estudam na Escola Municipal Agrícola Barão do Rio Branco, no distrito de Rochedinho, terão um atrativo a mais nas aulas de Artes. Para aproximar as crianças da prática, desde a confecção de materiais circenses até a apresentação de um espetáculo, foi realizada uma parceria entre a direção da unidade escolar e o artista Marcos Rodrigues, o palhaço “Sorryzo”.

Além de construir seus próprios instrumentos circenses, o objetivo do projeto é levar saúde emocional e alegria para as crianças no retorno presencial escalonado das aulas, que teve início no dia 26 de julho. A programação das aulas tem treinamento para uma apresentação circense, que será realizada em dezembro na escola, no fim do ano letivo.

As aulas são ministradas duas vezes por semana, como parte da disciplina de artes. “Os alunos ficaram muito felizes, porque é uma escola que fazemos de tudo para sair da monotonia, do cotidiano. A ideia é deixar a escola mais atrativa e interessante, onde as crianças têm interesse em participar”, afirmou o diretor Francisley Galdino.

A ação é um projeto piloto e nela o artista circense irá trabalhar em conjunto com os professores de artes para acompanhar o desempenho dos alunos. “O circo melhora o desempenho escolar, a questão da disciplina, reflexo, raciocínio lógico e também desperta a curiosidade”, opinou o artista Marcos Rodrigues.

Para os alunos, a aula também proporciona emoção e momentos de alegria. “Achei muito legal, engraçado. Gostei muito das brincadeiras que ele fez com aquela bicicleta de uma roda (monociclo). Tenho vontade de fazer aulas de circo”, afirmou a aluna Rafaela de Araújo de Almeida, 8 anos.

Fonte da notícia http://www.campogrande.ms.gov.br/cgnoticias/noticias/em-aula-diferente-alunos-da-reme-participam-de-oficina-circense/

Ao passar por Nioaque, fez com que  as crianças se divertissem, vez que tiveram uma noite atípica e com muita alegria.

Confira as fotos nas lentes de Elizete Maidana