Associação de municípios recomenda toque de recolher às 20h em todo o Estado

Restrições devem ser adotadas para frear contágio de Covid-19 durante o feriado de Corpus Christi
31/05/2021 18:40 – Mariana Moreira

Com o sistema de saúde público e privado em pré-colapso, a Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul (Assomasul), convocou as 79 cidades do Estado para uma reunião virtual nesta segunda-feira (31). Na tentativa de frear a ação do coronavírus, a maioria dos gestores municipais concordou com o toque de recolher das 20h às 5h, de quinta-feira (3), feriado de Corpus Christi, até o próximo domingo (6).

Presidida pelo prefeito de Nioaque, Valdir Couto (PSDB), a reunião definiu que além da restrição de mobilidade, haverá implementação de barreiras sanitárias e solicitação ao governo estadual para proibição do transporte intermunicipal.

O consumo de bebidas alcoólicas será proibido em locais públicos e estabelecimentos comerciais durante os quatro dias de restrições.

“Foi uma reunião muito produtiva, nós já estamos fazendo o dever de casa e levando o Estado entre o primeiro e segundo lugar na vacinação em todo o país”, afirmou Couto.

De acordo com o prefeito de Nioaque, com a terceira onda de contágio de Covid-19 no Estado, apenas medidas unificadas devem conter o pior momento da pandemia.

“Precisamos que a sociedade nos ajude e não façam festas clandestinas e aglomerações, vamos aumentar a fiscalização para acabar com esses eventos”, reiterou Couto.

Ao Correio do Estado, o secretário municipal de Saúde de Corumbá e presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), Rogério Leite, relatou que propôs durante a reunião da Assomasul, medidas unificadas para a segurança de todas as cidades.

“Por alguns municípios serem próximos, com microrregiões com cinco cidades vizinhas, se um gestor toma uma medida mais restritiva e o outro não, as pessoas vão se dirigir para o local mais flexível. É importante que haja essa uniformidade de ações e regramentos para que tenhamos mais êxito na segurança e manutenção do bem-estar da nossa população”, afirmou Leite.

Restrições

Anterior a reunião da Assomasul, a prefeitura de Porto Murtinho, instituiu desde sábado (29), o toque de recolher mais restritivo do Estado, do meio-dia às 5h. A medida é válida até 8 de junho.

Além do toque de recolher em Porto Murtinho, haverá proibição de circulação de pessoas e veículos durante os sábados, domingos, feriados e pontos facultativos.

Em Nova Andradina, o toque de recolher é restrito, com início a partir das 16h.

Taxa de ocupação

Neste momento, todas as macrorregiões de MS possuem taxas de ocupação de leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) acima de 100%.

Dourados lidera com 106% de suas vagas hospitalares preenchidas, em seguida, a Capital opera com 101% de ocupação.

Três Lagoas e Corumbá estão com 100% de seus leitos destinados ao enfrentamento do coronavírus em uso.

Em paralelo, a fila de espera por vagas em leitos clínicos e de UTI só cresce em MS, com 255 enfermos nesta situação hoje.

Destes, 149 são da macrorregião de Campo Grande, sendo 124 só da própria Capital.

A Central de Regulação de Dourados conta com 67 pacientes à espera, e 39 enfermos aguardam leitos pela Central de Regulação do Estado (Core).

Conforme com o último boletim epidemiológico divulgado hoje pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), 290.725 pessoas já foram contaminadas pela Covid-19 em Mato Grosso do Sul.

No total, 6.815 pessoas morreram em decorrência da doença no Estado.