WhatsApp ‘azul’, ‘desconto’ e outras ameaças: conheça os golpes no app

WhatsApp ‘azul’, ‘desconto’ e outras ameaças: conheça os golpes no app

Os golpes no WhatsApp estão se tornando cada vez mais comuns no Brasil. WhatsApp azul ou transparente, downloads de apps falsos e supostos “descontos” de empresas conhecidas estão entre as fraudes mais comuns. O usuário precisa ficar atento para não deixar seus dados pessoais e financeiros vulneráveis ou instalar vírus sem querer no smartphone.

Segundo estudo da Electronic Frontier Foundation (EFF), o WhatsApp está entre os apps mais inseguros do mundo. Para navegar em segurança pelo aplicativo, confira a lista com cinco golpes aplicados no WhatsApp.

Descontos pelo WhatsApp

Um golpe brasileiro começou a fazer vítimas no mensageiro oferecendo descontos nas lojas Extra e Carrefour. De acordo com a Kaspersky Lab, empresa de segurança online, o cibercrime não precisa nem que o usuário instale um app malicioso. Se trata de uma mensagem disseminada usando o nome das lojas famosas

O golpe induz as pessoas a ligarem para um número de celular e responder um questionário, com a promessa de que irão receber um cupom de R$ 500 de desconto. No entanto, os hackers estão faturando por meio da conta telefônica, pois para concluir a “promoção”, é preciso ligar para o número do golpista. A mensagem é comum e parece ser verdadeira, mas contém um link que direciona o usuário para uma página “falsa”. Ao clicar no item, a pessoa também dissemina o golpe no WhatsApp, sem querer.

Golpe com descontos da Zara e H&M

O golpe usa uma mensagem do WhatsApp para prometer descontos nas lojas de roupa Zara e H&M. Nesse caso, para ganhar o suposto cupom é necessário clicar em um link e responder uma pesquisa. No entanto, o intuito é roubar dados pessoais para usar em spam e phishing.

E as próprias vítimas acabam disseminando o golpe entre seus contatos. Isso porque o usuário precisa compartilhar o anúncio com, no mínimo, dez pessoas para obter a vantagem.

Golpe do WhatsApp usando Starbucks

O Starbucks está entre as empresas que utilizadas em golpes. A ação criminosa foi detectada pelasKaspersky e ESET, desenvolvedoras de segurança online, em agosto deste ano. Na mensagem recebida pela vítima, é indicado que ela pode ganhar um cupom de R$ 500 para usar nas filiais da cafeteria.

Para conseguir o desconto, o usuário precisa enviar dados pessoais. E essas informações são usadas para fins maliciosos, como spam, phishing ou malware. O golpe também acaba sendo espalhado pela própria vítima que, na primeira etapa do processo, precisa compartilhar o link com dez usuários. Apesar de a mensagem exibir um texto em inglês, o desconto aparece em moeda nacional.

Sites com download do WhatsApp

Alguns sites em português que prometem o download do WhatsApp no celular ou computador podem não passar de um grande golpe. Na verdade, será instalado um vírus que permite a entrada de outros apps, além de fazer cobranças indevidas. O crime foi identificado pela Kaspersky em julho deste ano e os links podem até aparecer no topo em buscas do Google.

No celular, quando a vítima aceita fazer download do falso aplicativo, a página é direcionada para um instalador malicioso de trojan SMS. Com isso, o usuário será cobrado por serviços Premium e ainda por ter baixado o app. Vale lembrar que o mais seguro é baixar o WhatsApp nas lojas oficiais do Android, iOS eWindows Phone  ou na própria página do mensageiro.

Golpe do WhatsApp azul

A suposta versão do WhatsApp “azul” tem enganado usuários do aplicativo. Uma mensagem  promete um modelo diferenciado do app: o WhatsApp Trendy Blue. No entanto, se trata de um golpe para roubar dados dos usuários. Durante o falso processo de instalação, o usuário é direcionado para um link malicioso, no qual precisa responder um questionário que promete diversos prêmios.

A disseminação do golpe é feita pelo próprio usuário, já que na primeira etapa é solicitado que ele compartilhe a informação com dez amigos do mensageiro e ainda insira o número de celular.

Uma outra versão que também promete o WhatsApp com uma cor “azul” foi disseminada na rede em abril deste ano. A versão do “WhatsApp Plus” não era oficial e causava diversos problemas para os usuários, como a suspensão da conta do WhatsApp oficial. Não se sabe quais dados o aplicativo coletava para fins maliciosos.

Fonte: Tech Tudo

FONTE LINK:
WhatsApp ‘azul’, ‘desconto’ e outras ameaças: conheça os golpes no app




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *