Tumulto marca venda de ingressos para torcida do Timão em Campinas

Tumulto marca venda de ingressos para torcida do Timão em Campinas

Desorganização provoca bate-boca entre corintianos e deixa o clima tenso nas bilheterias do fundo do Majestoso; fila contornava o quarteirão do estádio da Ponte

A venda de ingressos para a torcida do Corinthians em Campinas, para o jogo contra a Ponte Preta, domingo, às 16h, no Majestoso, foi marcada por confusão e tumulto no fim da manhã desta quinta-feira. Empurrões, ameaça de depredação e bate-boca entre os corintianos deixaram o clima tenso nas bilheterias do fundo do estádio da Macaca. Os torcedores reclamaram de falta de orientação e desorganização por parte do clube campineiro.

Perto da abertura da bilheteria, às 11h, a fila já contornava o quarteirão do Majestoso, com aproximadamente 800 pessoas. Os primeiros a comprar chegaram ao local por volta das 3h. Na boca dos guichês, um integrante de uma das organizadas do Corinthians tentava organizar a fila com um pedaço de pau na mão e uma tática intimidadora:

– Quem tentar furar a fila, vai levar madeirada na cara – ameaçava.

Não demorou para aglomerar um grupo em frente ao único guichê aberto – os outros dois ficaram fechados enquanto a reportagem ficou no local. Diante do desespero para garantir o ingressos, corintianos discutiam entre eles e ameaçavam quebrar a bilheteria. Não havia seguranças da Ponte ou policiais militares para conter a situação.

Os visitantes têm direito a 3,5 mil bilhetes – a Ponte queria ceder 4 mil lugares, mas uma determinação da Polícia Militar reduziu a carga. Segundo a assessoria de imprensa da Ponte, 2,5 mil serão comercializados em Campinas, enquanto o restante (mil) foi enviado para a capital. Já corintianos disseram que o funcionário da bilheteria afirmou que apenas 600 ingressos estavam à disposição no estádio. Os preços são de R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Era permitida a venda de apenas um ingresso por pessoa. Ainda assim teve gente que saiu do local com cinco bilhetes.

Já na bilheteria principal, destinada aos pontepretanos, o cenário era mais tranquilo, apesar da movimentação constante. A expectativa é de casa cheia. A diretoria da Macaca até 16 mil.

Não demorou para aglomerar um grupo em frente ao único guichê aberto – os outros dois ficaram fechados enquanto a reportagem ficou no local. Diante do desespero para garantir o ingressos, corintianos discutiam entre eles e ameaçavam quebrar a bilheteria. Não havia seguranças da Ponte ou policiais militares para conter a situação.

Os visitantes têm direito a 3,5 mil bilhetes – a Ponte queria ceder 4 mil lugares, mas uma determinação da Polícia Militar reduziu a carga. Segundo a assessoria de imprensa da Ponte, 2,5 mil serão comercializados em Campinas, enquanto o restante (mil) foi enviado para a capital. Já corintianos disseram que o funcionário da bilheteria afirmou que apenas 600 ingressos estavam à disposição no estádio. Os preços são de R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Era permitida a venda de apenas um ingresso por pessoa. Ainda assim teve gente que saiu do local com cinco bilhetes.

Já na bilheteria principal, destinada aos pontepretanos, o cenário era mais tranquilo, apesar da movimentação constante. A expectativa é de casa cheia. A diretoria da Macaca até 16 mil.

Fonte: Ge

FONTE LINK:
Tumulto marca venda de ingressos para torcida do Timão em Campinas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *