Problema antigo no município, lixão de Nioaque está próximo do fim

 

Seguem em ritmo acelerado as obras do galpão de transbordo com função de armazenar corretamente e de maneira ambientalmente adequada os resíduos sólidos do município de Nioaque, segundo a Prefeitura de Nioaque as obras devem ficar prontas até a segunda quinzena de julho deste ano.

Há muitos anos a população sofre com os impactos do lixão, causando danos ao meio ambiente e as pessoas. Após a conclusão das obras, o material orgânico será levado para o aterro sanitário do consorcio “CIDEMA” no município de Jardim. Grande parte deste lixo é formada por materiais não recicláveis, já o reciclável deverá ficar em Nioaque

Educação Ambiental

Em 2018 a Prefeitura de Nioaque em convenio com a FUNASA, realizou palestras e cursos de preservação do meio ambiente através do Projeto Saúde em Educação Ambiental Nioaque Mais Qualidade de Vida, que atingiu escolas urbanas e rurais do município, beneficiários de programas socais e diversos setores da sociedade.

Também em parceria com a FUNASA foi desenvolvido, o Plano Municipal de Saneamento Básico do município, o qual está em finalização para ser enviado ao poder legislativo, o plano que estava parado desde 2011 na Prefeitura, tem como objetivo nortear as medidas que precisam ser tomadas referente a abastecimento de

água, tratamento de esgoto, drenagem de águas pluviais e tratamento de resíduos sólidos.

“A nossa intenção é contribuir para a melhoria da nossa cidade e munícipes. Com isso vamos encerrar o lixão existente em Nioaque e passaremos a destinar de forma correta o nosso lixo. Mais um problema de muitos anos que não foi enfrentado e resolvido em nosso município e a nossa gestão enfrentou e vai resolver” Ressaltou o prefeito Valdir Júnior.

Problema antigo:

Descaso por décadas, o lixão a céu aberto de Nioaque sempre foi um perigo, além do mau cheiro, sujeira e incêndios, ele pode causar a contaminação dos solos e das águas, também incomoda moradores das redondezas e quem por ali passa. Coloca em risco a vida de animais como o gado de chácaras e fazendas em sua volta, e também de pessoas que ali trabalham. O lixão a céu aberto de Nioaque sempre foi um grande inimigo da saúde publica do município, como pode ser assistido na reportagem publicada no Youtube no inicio do ano de 2016.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *