PMA autua assentados por desmatar quatro hectares irregularmente

Desmatamento somou quatro hectares em propriedade rural de Nioaque. (Foto: Divulgação/PMA-MS)Desmatamento somou quatro hectares em propriedade rural de Nioaque. (Foto: Divulgação/PMA-MS)

Madeira derrubada estava sendo usada em postes, mourões e estacas. (Foto: Divulgação/PMA-MS)

A PMA-MS (Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul), em Jardim, descobriu um desmatamento ilegal em quatro lotes do Assentamento Colônia, no final da tarde deste sábado (30), em Nioaque. O total da devastação Madeira derrubada estava sendo usada em postes, mourões e estacas. (Foto: Divulgação/PMA-MS)somou quatro hectares.

A descoberta das irregularidades se deu durante fiscalização nas propriedades rurais da cidade.

Foram descobertos quatro assentados, um campeiro de 39 anos, um tratorista de 55 anos, um auxiliar de serviços gerais, de 25 anos e uma jovem de 19 anos, que com uso de trator desmataram seus lotes sem autorização ambiental.

Segundo a assessoria da PMA-MS a madeira que foi derrubada estava sendo explorada em postes, mourões e estacas para cerca. As atividades foram interditadas e os assentados foram autuados administrativamente e multados em R$ 1.000,00 cada.

Os suspeitos responderão por crime ambiental. A pena é de três a seis meses de detenção. Os infratores foram notificados a apresentar um (Prade) Plano de Recuperação de Área junto ao órgão ambiental.

Fonte da notícia:http://www.campograndenews.com.br/




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *