Nioaque comemora Retirada da Laguna com encenações e shows

Município também comemora 127 anos de emancipação política

A Retirada da Laguna, considerada um dos principais episódios da Guerra da Tríplice Aliança, completou 150 anos. Em alusão a essa data histórica e emblemática para as tropas brasileiras que lutaram contra o Paraguai, estão sendo realizadas diversas atividades nos municípios que sediaram essa disputa.

Em Nioaque, as comemorações acontecem nos dias 13 e 14 de Julho, na Praça dos Heróis, com encenação dos fatos históricos e shows musicais. Na data também será celebrada a emancipação política do município, que segundo consta, aconteceu em 18 de Julho de 1890, quando foi desmembrado do município de Miranda.

Também em alusão Retirada da Laguna, foram entregues na última terça-feira (27) a comenda Pedro José Rufino, coronel que comandou as tropas brasileira na época, a personalidades que contribuíram ou contribuem para a história do Estado.

O governador Reinaldo Azambuja foi contemplado com a honraria e destacou: “A história é o retrato do povo e seus ciclos de desenvolvimento econômico, social e cultural, daí a minha satisfazer parte dela, recebendo essa comenda que, mais do que nos homenagear, realça um dos fatos mais marcantes da Guerra do Paraguai”.  No discurso, afirmou ainda que o que mais o emociona “é que a épica atuação do então coronel Pedro José Rufino se deu na região que hoje criamos nossos filhos e nosso netos, na trilha da Retirada da Laguna”.

Também receberam a comenda o presidente da Assembleia Legislativa, Júnior Mochi; os prefeitos Nildo Alves de Albres (Anastácio), Odilon de Oliveira (Aquidauana), Reinaldo Miranda Benites (Bela Vista), Jair Scapini (Guia Lopes da Laguna), Guilherme Monteiro (Jardim) e Valdir Couto de Souza Júnior (Nioaque); o reitor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Marcelo Turine; o reitor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Fábio Edir dos Santos; a reitora da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Liane Maria; o reitor do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Luiz Salomão; o capitão do Exército e historiador Krugerson Mattos; a descendente de Guia Lopes (outro herói da Retirada da Laguna), Deolinda Melguis; e o secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *