Governador diz que não deve fazer julgamento antecipado de vereadores

Governador diz que não deve fazer julgamento antecipado de vereadores

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) recomendou ponderar no julgamento sobre o afastamento de 17 dos 28 vereadores, investigados na Operação Coffe Break do Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado), que investiga a compra de votos durante a cassação do prefeito Alcides Bernal (PP). Ele acredita que a Justiça deve apurar todos os fatos antes das condenações populares.

Durante o lançamento da campanha de doação de órgão, no auditório da Governadoria, Azambuja assegurou que todos os vereadores investigados, incluindo o colega de partido, João Rocha (PSDB), “não estão impunes” e devem pagar pelos seus erros.

Porém o governador ressaltou que o Poder Judiciário tem investigado, através do MPE (Ministério Público Estadual), as denúncias realizadas, mas ainda ninguém deve ser condenado. “Nós não devemos pré-julgar ninguém, pois se faz um denúncia, a pessoa já é condenada antes do tempo”, comentou.

Ele alertou a população que, após as investigações, o acusado por ser considerado inocente, então é necessário o direito a resposta e defesa, esperando o processo ser transitado e julgado. “É muito temerário fazer o pré-julgamento de qualquer cidadão”

Fonte: Campo Grande News

FONTE LINK:
Governador diz que não deve fazer julgamento antecipado de vereadores




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *