Governador atende pedido do Prefeito Valdir Júnior e Agesul vai recuperar estrada da Caroba

O Prefeito Valdir Júnior pediu ajuda ao governador Reinaldo Azambuja para recuperar a
estrada vicinal da Caroba na zona rural de Nioaque, que foram destruídas pelas chuvas e a falta
de manutenção dos últimos 10 anos. A preocupação maior do prefeito é com as linhas de
ônibus por onde são transportados os alunos da rede municipal, e com o escoamento da
produção agropecuária, sendo uma das regiões de maior concentração de bovinos do
município.
“A área rural do nosso município é extensa, sem parcerias não é possível recuperar, a falta de
recursos e pouco maquinário, impede a prefeitura de trabalhar em regiões distintas mesmo
tempo. Temos umas das maiores malhas viárias do estado. Felizmente, desde o início da
gestão já realizamos inúmeras recuperações das malhas rurais, apesar disso, as estradas rurais
são locais que necessitam sempre de melhorias, não só pelas fortes chuvas, mas também pelo
abandono decorrente dos últimos anos. A estrada da Caroba é um exemplo, há mais de 10
anos não teve recuperação nem por parte da prefeitura e nem do governo estadual. Para esse
ano, já estamos deixando muitas das estradas restauradas em pontos críticos, e tão logo
iremos concluir por inteiras outras estradas, principalmente dos nossos assentamentos, esse
será o foco desta gestão, e já estamos mudando essa realidade, com a compra de novos
maquinários, uma pá carregadeira no ano passado, e este ano, já em fase de licitação, onde
devemos comprar patrolas e equipamentos, dando assim condições de trabalho à secretaria
municipal de Obras”. Destacou Valdir Júnior.
O governador Reinaldo autorizou a Agesul a deslocar maquinas e equipes para realizar serviço
emergencial na estrada da Caroba. O chefe da Agesul regional garante que o trabalho terá
início na segunda quinzena ainda deste mês. Em paralelo ao trabalho da Agesul na estrada da
Caroba, as equipes da Prefeitura municipal seguem com a recuperação conforme cronograma,
onde na última semana atendeu a colônia Padroeira do Brasil, e posteriormente os trabalhos
continuam na região da Colônia Conceição e demais assentamentos.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *