Frango vivo inicia segunda quinzena em mercado firme

Frango vivo inicia segunda quinzena em mercado firme

As perspectivas de novos aumentos são, agora, bem mais escassas

Mesmo assim, o frango vivo inicia, hoje, a segunda quinzena de outubro mantendo a mesma firmeza de mercado da primeira metade do mês, ou seja, com a oferta bem ajustada à demanda – situação que se aplica tanto a São Paulo quanto a Minas Gerais.

Tudo indica que, a depender do setor produtivo, não haverá, no restante do mês, maiores alterações nos níveis de oferta, mesmo porque o frango que começa a ser abatido no momento provém de pintos alojados em setembro, mês mais curto que os dois anteriores.

Além disso, as altas temperaturas que vêm marcando as primeiras semanas da Primavera na maior parte do Centro-Sul do País continuam a afetar o rendimento das aves em criação. E isso faz com que o volume de carne que chega ao mercado se mantenha aquém do que seria normal em condições climáticas mais amenas.

Sob tal panorama, resta saber como se comportará o segmento consumidor que – mostram as notícias diárias – vem enfrentando dificuldades crescentes para manter os padrões habituais. As restrições se avolumam e seus efeitos já são observados, também, no atacado do frango abatido, cujo comportamento recente é bem mais moderado que o do mês anterior.

Em setembro passado, primeira quinzena do mês, no atacado da cidade de São Paulo, o frango abatido (base: resfriado, inteiro) atingiu seu maior valor nominal de todos os tempos. E seu valor máximo no mês (dia 14) foi mais de 25% superior ao pico alcançado no mês anterior. Já em outubro corrente, o máximo alcançado não conseguiu repetir setembro: ficou cerca de 3% abaixo da cotação máxima do mês anterior. E, o que é pior, o retrocesso de preços típico da segunda quinzena desta vez começou bem antes.

Ou seja: são claros os sinais de exaustão do consumidor. E, daqui pra frente, é ele quem vai determinar o caminhar do setor.

Fonte: Portal do Agronegócios

FONTE LINK:
Frango vivo inicia segunda quinzena em mercado firme




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *