Alisante capilar hidróxido de sódio danifica mais os cabelos tingidos

Alisante capilar hidróxido de sódio danifica mais os cabelos tingidos

Em estudo da USP, produto foi comparado a compostos diferentes, baseados nas substâncias tioglicolato de amônia e hidróxido de guanidina

A mistura de alguns produtos para alisar o cabelo com coloração pode criar uma combinação química que chega quase a dobrar a taxa de perda de proteína capilar. A conclusão é de um estudo da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, que fez testes com diferentes tipos de produtos.

O trabalho, liderado pela farmacóloga Michelli Ferrera Dario, combinou tinturas com três diferentes tipos de substâncias químicas comumente usadas como princípios ativos dos alisantes. Os produtos foram tioglicolato de amônia, o hidróxido de guanidina e o hidróxido de sódio.

A última substância, o hidróxido de sódio, foi aquela que provocou a maior perda de teor proteico, um parâmetro comum para medir a saúde dos cabelos. Os testes foram feitos em mechas de cabelo castanho do mesmo tom.

Em cabelos tingidos que haviam recebido alisantes com base nesse produto, a taxa de perda de proteína era 356% maior. Nas amostras testadas apenas com tintura, essa taxa era de 208%. Os outros dois produtos, baseados em amônia e guanidina, também aumentavam o grau de dano ao cabelo, mas em taxa menor.

“Isso indica que quando a aplicação de ambos os tipos de produtos é desejada [colorantes e alisantes], o tioglicolato de amônia e o hidróxido de guanidina devem ser escolhidos para o processo de alisamento”, escreveram Michelli e colegas em estudo na edição deste mês do períódico científico “Journal of Cosmetic Dermatology”.

Fonte: Bem Estar

FONTE LINK:
Alisante capilar hidróxido de sódio danifica mais os cabelos tingidos




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *