Advogado é multado em R$ 40 mil por degradar mata ciliar de córrego em MS

As atividades foram interditadas

As atividades foram interditadas e o infrator foi autuado e recebeu multa de R$ 40 mil (Divulgação PMA)

Um advogado de 42 anos foi multado em R$ 40 mil por degradar matas ciliares de um córrego em sua fazenda localizado em Nioaque, cidade a 198 quilômetros de Campo Grande. Uma equipe dos policiais de Jardim recebeu denúncias de que o proprietário da fazenda teria degradado matas ciliares de um curso d’água (área de preservação permanente – APP), de sua propriedade.

A PMA verificou no local nesta terça-feira (29), que o advogado de 42 anos, morador de Sidrolândia, fez o desvio e a obstrução de um curso d’água. De acordo com a PMA, a degradação prejudicou moradores vizinhos, ao construir a abertura de uma valeta para a captação de água, ocasionando o assoreamento do leito do córrego e a degradação da mata ciliar. A atividade prejudicou o uso da água pelas pessoas, devido o barramento executado. Toda a atividade foi realizada sem nenhuma autorização ambiental, ainda segundo a PMA.

As atividades foram interditadas e o infrator foi autuado e recebeu multa de R$ 40 mil. Ele também responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de um a três anos de detenção.O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental um plano de recuperação da área degradada




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *