PROCESSO EVOLUTIVO DA IMPRENSA EM NIOAQUE

PROCESSO EVOLUTIVO DA IMPRENSA EM NIOAQUE

SR. NICHAN NAHABEDIAN
PROPRIETÁRIO DO PRIMEIO SERVIÇO DE ALTO FALANTE DE NIOAQUE, ANOS 53, SEGUNDO INFORMAÇÕES DE SEU FILHO CONFORME O VÍDEO.

A família Nahabedian chegou a Nioaque em 1953. Em 1955 o Sr. Nichan Nahabedian instalou uma casa de comércio, uma sorveteria, e amigos daquela época incentivaram  ao Sr. Nichan para instalar o serviço de alto-falante, vindo a ser um dos primeiro  no processo evolutivo da imprensa em Nioaque. A localização do primeiro serviço de alto falante foi onde hoje é a Escola Mina do Saber – KUMON.  Pelo fato de na época não ter energia,  o Sr. Nichan Nahabedian possuía 02 geradores, onde as noite de Nioaque giravam em torno de seu estabelecimento, até as 21:00h, há relatos de haver na época as grandes festas noturnas, com presenças de pessoas que hoje conhecemos através de nomes de escolas, ruas, etc… Segundo um dos filhos do Sr. Nichan, Carlos Nahabedian, mas conhecido pelo  codinome de Bete, afirmou que existe até na data de hoje, nos arquivos da prefeitura a licença para funcionamento do estabelecimento, onde faziam anúncios, oferecimentos de músicas, recados românticos,  propagandas do paço municipal, noticias do quartel, e às seis horas da tarde acontecia “A hora da Ave Maria”. Entre os locutores estavam: Ivone Nahabedian, Floripes Nahabedian,  Demetria Greco Faria, conforme narrado na entrevista pelo Sr. Bete.

Mas também é de conhecimento que em 26 de outubro de 1894, aparece na vila de Nioaque o primeiro jornal ali publicado. Intitulava-se “A voz do Sul”, sendo seu redator o Dr. João Cláudio Gomes da Silva. O órgão teve curta existência, pois em 1896 foi empastelado, sendo atirados às águas do Nioaque a oficina, o material e o prelo, por um indivíduo que por esta atitude, recebeu a alcunha de Onça Preta.´de lá para cá muitos outros meios de comunicação passou por Nioaque.

 

Luiz Alberto Gazotte passando informações quanto ao processo Evolutivo da Imprensa em Nioaque. Atuou como locutor, promoter de eventos e fez parte do processo evolutivo da Imprensa em Nioaque com sua valorosa colaboração.

Srª Eunice Barbosa Xavier relatando a sua participação no Processo Evolutivo da Comunicação em Nioaque. Assistam o vídeo com seu depoimento.

Senhor oto Pau Ferro relata a trajetória do Joaquim que criou a primeira rádio pirata em Nioaque.


Todas as informações aqui foram obtidas por pessoas que fizeram parte da história ou por seus familiares, editado por Elizete Maidana e Cícero de Souza.